BIOGRAFIA



Aquiles Priester nasceu na África do Sul, mas veio ainda criança para o Brasil, passando a infância e adolescência em Foz do Iguaçu, no Paraná, até mudar-se para Porto Alegre (RS). Foi lá que começou a levar a música mais a sério, participando de diversas bandas, até montar o grupo de heavy metal Hangar, em 1997, quando começou a desenvolver o estilo que o tornaria famoso mundialmente.O Hangar lançou dois Cd’s: Last Time e Inside Your Soul e o próximo cd já está a caminho.
No Hangar, abriu um show para o Angra, e em 2000, de passagem por São Paulo, Priester foi apresentado a Kiko Loureiro, que o convidou para fazer um teste para a banda, na época sem baterista: “Kiko e Rafael me falaram que já estavam testando outros bateristas e que se achassem algum baterista interessante eu perderia a chance. Na hora eu falei para eles: - Faça o teste com quem vocês quiserem, mas não decidam nada antes de me ver tocando. Mais tarde eles me disseram que essa confiança e segurança que eu tinha passado foram decisivas para que eles esperassem para me ver tocando ao vivo.”
Em 2004, ele foi eleito o melhor baterista de heavy metal do Brasil, pelas revistas Rock Brigade e Roadie Crew, as duas maiores publicações do gênero no país. Também venceu a votação no site brasileiro Whiplash. Na revista Burrn! do Japão, Priester foi o único brasileiro a entrar no ranking dos 30 melhores bateristas, em 2004, ocupando o 4º lugar na votação geral, posicionando-se à frente de nomes como Nicko McBrain (Iron Maiden) e Lars Ulrich (Metallica). “Hoje olho para trás e vejo que por mais duro que tenha sido o caminho que percorri para chegar onde estou, sempre tive a perseverança para acreditar que quem realmente sonha e faz por merecer, consegue. Sou uma pessoa comum que tinha um sonho e foi atrás para realizá-lo, e por mais difícil e ardorosa que tenha sido essa jornada, no fundo eu sempre soube que esse era o meu destino: - Ser músico. Em todos esse anos sempre existiram muitas superstições e outras coisas que me fizeram acreditar que esse era o caminho. No meio disso tudo sempre tive comigo um provérbio chinês que diz o seguinte: “Onde há uma vontade, há um caminho”.
Se você tem uma vontade, você pode fazer o seu caminho...
Aquiles Priester


INSIDE MY DRUMS




O vídeo registra um dos workshops que o batera fez ao longo de 2003 por todo o Brasil e foi gravado no Auditório Mix Music Hall do EM&T, em São Paulo, no dia 29 de novembro.
Assistindo-se às duas horas do DVD fica fácil entender porque o público e a imprensa especializada consideram Aquiles Priester o principal baterista de Heavy Metal do Brasil. Afinal, ali está, sem difarces e dissecada por várias câmeras, toda a técnica de Aquiles pilotando uma inacreditável bateria com quase 30 peças, ele faz esse kit monstruoso parecer pequeno, já que dá conta dele com tranqüilidade.
Como uma das marcas registradas do batera é o trabalho de dois bumbos, há uma câmera que registra essa performance praticamente em tempo integral. E o resultado impressiona, já que a precisão e a velocidade atingidas por Aquiles parecem simplesmente inalcançáveis. “Live In Concert – Inside My Drums” é um vídeo obrigatório para qualquer um que tenha o mínimo de curiosidade em saber como é feita aquela música que você tanto curte. Aquiles explica isso em detalhes neste DVD.

(Antonio Carlos Monteiro)

Track List do DVD:

1. Acid Rain
2. Inside your Soul
3. Judgement Day
4. Running Alone
5. Legions of Fate
6. Millennium Sun
7. Hunters and Prey
8. Falling in Disgrace
9. Unholy Wars
10. Heroes of Sand
11. No Command
12. Nova Era

Bonus Tracks:

Ask the Lonely (Journey)
Hangar version – Very Special Guest: Edu Falaschi
Perfect Strangers (Deep Purple)
Hangar version
Drum Solo
Recorded at Credicard Hall, São Paulo, on December 21st, 2002.
Extras: Bastidores da Workshop Tour pelo Brasil, Entrevista, Multi Angle, Bonus Tracks e Galeria de Fotos.


INSIDE MY PSYCHOBOOK




Por que lançar um livro com 100 exercícios de dois bumbos? Para mim, isso é muito fácil de responder. Em todo trabalho que venho realizando nos últimos 10 anos, esse é meu enfoque principal.
A técnica de dois bumbos hoje faz parte da linguagem musical do baterista moderno e deixou de ser uma ferramenta exclusiva do músico que toca heavy metal. A evolução das idéias e das técnicas desse estilo está sempre à frente e, a cada dia, percebo que o estudo dos dois bumbos é interminável, pois até as novidades estão sempre sendo recicladas. Desde que comecei a fazer workshops, sempre escuto a mesma pergunta em todos os eventos: qual o exercício ideal para aumentar minha habilidade nos dois bumbos? Esse método é a minha resposta para essa pergunta. Aqui estão 100 exercícios, dos básicos aos avançados, que mostram meu estilo de tocá-los.
Fiz questão de reforçar bem a base, já que sem isso não existe estrutura para se desenvolver corretamente e seguir desbravando o estudo desse estilo sem limites. Alguns exercícios foram tocados com dois rides mas, caso você não tenha dois rides no seu kit, pode fechar bem o seu hi-hat esquerdo e utilizá-lo para tocar os exercícios. Foi assim que comecei a desenvolver a mão esquerda nos grooves e a me interessar pelo segundo ride.
Naturalmente, eu conduzo os grooves quaternários em colcheias, acentuando a primeira e a terceira notas usando “down stroke”, enquanto a segunda e a quarta toco praticamente como “ghost note”, usando “up stroke”. É isso que caracteriza o meu groove e, dessa forma, mesmo tocando heavy metal, minha condução não fica reta e mecânica. Antes de começar os exercícios, dependendo da fórmula de compasso, o metrônomo tocará um compasso de espera – com exceção dos exercícios em que o andamento é mais rápido, nos quais deixei dois compassos de espera.
Estudar os exercícios dessa forma aumentará significativamente sua intimidade com a técnica de dois bumbos. Conforme você for praticando, outras novas idéias de grooves surgirão e você ainda ampliará cada vez mais o seu vocabulário.
Muita sorte e boa prática para todos! Um abraço,
Aquiles Priester


THE REASON OF YOUR CONVICTION



“The Reason Of Your Conviction” é um disco que pode ser interpretado de várias formas, principalmente porque são inúmeras as características que o compõem. Flertando com várias tendências e levando a capacidade técnica de seus músicos a extremos, o álbum jamais fica em cima do muro, preferindo mostrar uma cara e uma identidade totalmente próprias. Em vez de se acomodar na mesmice, o Hangar preferiu subverter algumas regras e se atirar de cabeça em aspectos tão esquecidos pelo heavy metal dos dias antissépticos em que vivemos, como ousadia, técnica e feeling. Como já vimos, com “The Reason Of Your Conviction” o Hangar resolveu saltar para os níveis mais altos de projeção dentro da cena do metal mundial. É quase impossível que não consiga.

(Antonio Carlos Monteiro)

Tracklist:

01. Just The Beginning
02. The Reason Of Your Conviction
03. Hastiness
04. Call Me In The Name Of Death
05. Forgive The Pain
06. Captivity (A House with a thousand rooms)
07. Forgotten Pictures
08. Everlasting Is The Salvation
09. One More Chance
10. When The Darkness Takes You
11. Your Skin and Bones (Bonus Track for Japan)

Bonus videos:
Call Me In The Name Of Death [video clip]
Call Me In The Name Of Death [making of]


FREAKEYS


"Tudo pode ser estranho, dependendo do ponto de vista".
Seja franco: quantas vezes você já viu um trabalho musical baseado em apenas uma frase? E numa frase ao mesmo tempo despojada e enigmática como essa aí em cima? Pois foi com base nesse dito que quatro conhecidos e virtuosos músicos de heavy metal desenvolveram seu trabalho.
O Freakeys nasceu para que Fábio Laguna (Angra e Hangar), Aquiles Priester (Angra e Hangar), Felipe Andreoli (Angra e Karma) e Eduardo Martinez (Hangar e Lápide) pudessem fazer “coisas que jamais faríamos nas nossas outras bandas”, como explica o baterista. O resultado disso acabou sendo uma música dífícil de rotular, uma espécie de mix de heavy metal com progressivo, temperado com muita ousadia e criatividade, mas muito fácil de se apreciar.
Para chegar no resultado que se ouve no disco de estréia, a banda trabalhou de forma totalmente inusitada. Fábio escreveu todos os temas em quarenta dias para seu novo disco solo, e quase um ano depois, junto com Aquiles, definiu os arranjos que seriam as bases do início do trabalho. O que seria um disco solo tomou naturalmente o caminho para um projeto tamanho o comprometimento dos músicos com as novas composições. Os dois ensaiaram os temas e os passaram para Felipe e Martinez. O passo seguinte foi a gravação: cada músico gravou em estúdio diferente, já que a idéia era que cada um trabalhasse onde se sentisse mais à vontade.
Agora, Freakeys, disco que leva o nome do quarteto, está saindo pela Voicemusic, para mostrar aos fãs de heavy metal em particular e de boa música em geral que, dependendo do ponto de vista, tudo pode ser estranho – mas pode ser muito bom também. Deixe a música do Freakeys surpreender você!!!

Tracklist:
1. One Cup One Lighter One Jack
2. Beetle Dance
3. The Dream Seller
4. Golden Bullet
5. Gallamawhat?!
6. Zoo Zoe
7. Freakeys
8. One More Coffee
9. Requiem Aeternam
10. Rucula’n’Rum


A MÁSCARA





Como surgiu e quais os detalhes da máscara do Polvo que você sempre costuma usar?

Aquiles Priester: Na verdade isso aí foi uma brincadeira, a gente estava fazendo uma tarde de autógrafos em Limeira/SP e eu vi uma máscara, que na verdade era uma máscara de goleiro de hockey. Aí quando eu vi a máscara pensei: " pô essa máscara vai ficar legal na minha bateria", porque ela era de alumínio, então, ia combinar com as ferragens, aí eu pedi a máscara,que era de uma pessoa que estava realizando o show lá, ele me deu e eu começei a usar.
Quando eu fui lançar o meu DVD ( Inside My Drums ), eu tava pensando em usar essa máscara como símbolo meu, só que aí eu fiquei preocupado com os direitos autorais, de saber de quem era a máscara, pois eu estava usando uma coisa que eu não sabia de quem que era. Então eu resolvi criar uma máscara utilizando o apelido que o Edu me deu ( Edu Falaschi - vocalista do Angra ) né, de POLVO, então aí eu peguei aquela antiga máscara minha e mantive as mesmas características e tentei dar uma cara de polvo-cibernético-alienígena. E foi assim que pintou, foi mais um esquema de brincadeira, não tinha uma intenção de ter um ícone, de ter uma imagem minha, sabe, foi coisa que acabou rolando, acho que foi até por isso que deu certo.

Retirado da entrevista realizada pelo site Rock on Stage.


O AUTÓGRAFO



Blog APP: Sobre o autógrafo, como você criou algo tão diferente e criativo?

Aquiles: Na verdade esse autógrafo já existe a mais ou menos uns 16 anos, pois na época que eu desenhava bastante eu costumava assinar meus desenhos dessa forma. Acho que a assinatura/símbolo que o Derek Riggs (desenhista que fez a maior parte das capas do Iron Maiden) usava me inspirou a tentar algo novo.


Aquiles Priester - AGENDA


16/11 - Workshop Aquiles Priester + Nando Mello - São Carlos/SP

28/11 - Workshop Aquiles Priester + Nando Mello - Rondonópolis/MS

29/11 - Aulas Particulares com Aquiles Priester - Cuiabá/MT

30/11 – Workshop Aquiles Priester + Nando Mello - Cuiabá/MT

02/12 – Workshop Aquiles Priester + Nando Mello - Campo Grande/MS

03/12 – Workshop Aquiles Priester + Nando Mello - Dourados/MS

06/12 - Workshop Aquiles Priester + Nando Mello - Três Lagoas/MS

08/12 - Aulas particulares com Aquiles Priester em Curitiba/PR.

09/12 - Workshop Aquiles Priester + Nando Mello - Curitiba/PR

SHOWS - HANGAR:


12/10 - Hangar + Andre Matos e Banda - São Paulo/SP

13/12- Hangar + Andre Matos e Banda – Curitiba/PR

14/12- Hangar + Andre Matos e Banda - Porto Alegre/RS

18/12- Hangar + Andre Matos e Banda – Campinas/SP

19/12- Hangar + Andre Matos e Banda - Belo Horizonte/BH

20/12- Hangar + Andre Matos e Banda - Rio de Janeiro/RJ


Bateria Mapex Aquiles Priester



A Mapex, uma das maiores fabricantes de baterias no mundo, criou a bateria Mapex Limited Edition Aquiles Priester linha signature. Essa homenagem ganha mais importância ainda quando se leva em conta que é a primeira vez que um baterista brasileiro ganha um modelo de bateria signature fabricado por uma empresa internacional. A madeira utilizada para a fabricação foi a basswood, que é uma madeira que explora muito bem os sons mais graves. A bateria é composta por dois bumbos de 22”X18,5”, tons de 12”X10” e 13”X11”, surdo de 16”X16” e caixa de 14”X5,5”. A espessura de parede de todas as peças é de 9 mm, com exceção dos bumbos, que é de 12 mm. O bumbo não tem furação e os tons vêm com um sistema de suspensão sem furos na madeira e o acabamento de toda bateria é encerado. Ainda complementam a configuração da bateria duas estantes para pratos (uma reta e uma girafa), uma estante de caixa, banco e uma máquina de chimbal.




Michely Sobral

Cidade:Fortaleza
Contato:blogapp@yahoo.com.br

Meu perfil
BRASIL, Nordeste, FORTALEZA, Mulher




Histórico:

- 20/02/2011 a 26/02/2011
- 08/08/2010 a 14/08/2010
- 11/07/2010 a 17/07/2010
- 20/06/2010 a 26/06/2010
- 02/05/2010 a 08/05/2010
- 18/04/2010 a 24/04/2010
- 28/03/2010 a 03/04/2010
- 14/03/2010 a 20/03/2010
- 28/02/2010 a 06/03/2010
- 14/02/2010 a 20/02/2010
- 31/01/2010 a 06/02/2010
- 24/01/2010 a 30/01/2010
- 17/01/2010 a 23/01/2010
- 10/01/2010 a 16/01/2010
- 03/01/2010 a 09/01/2010
- 27/12/2009 a 02/01/2010
- 20/12/2009 a 26/12/2009
- 13/12/2009 a 19/12/2009
- 29/11/2009 a 05/12/2009
- 22/11/2009 a 28/11/2009
- 15/11/2009 a 21/11/2009
- 25/10/2009 a 31/10/2009
- 11/10/2009 a 17/10/2009
- 04/10/2009 a 10/10/2009
- 27/09/2009 a 03/10/2009
- 13/09/2009 a 19/09/2009
- 06/09/2009 a 12/09/2009
- 30/08/2009 a 05/09/2009
- 23/08/2009 a 29/08/2009
- 16/08/2009 a 22/08/2009
- 09/08/2009 a 15/08/2009
- 02/08/2009 a 08/08/2009
- 26/07/2009 a 01/08/2009
- 19/07/2009 a 25/07/2009
- 12/07/2009 a 18/07/2009
- 28/06/2009 a 04/07/2009
- 21/06/2009 a 27/06/2009
- 14/06/2009 a 20/06/2009
- 07/06/2009 a 13/06/2009
- 31/05/2009 a 06/06/2009
- 24/05/2009 a 30/05/2009
- 17/05/2009 a 23/05/2009
- 10/05/2009 a 16/05/2009
- 03/05/2009 a 09/05/2009
- 26/04/2009 a 02/05/2009
- 19/04/2009 a 25/04/2009
- 12/04/2009 a 18/04/2009
- 05/04/2009 a 11/04/2009
- 29/03/2009 a 04/04/2009
- 22/03/2009 a 28/03/2009
- 15/03/2009 a 21/03/2009
- 08/03/2009 a 14/03/2009
- 22/02/2009 a 28/02/2009
- 15/02/2009 a 21/02/2009
- 08/02/2009 a 14/02/2009
- 01/02/2009 a 07/02/2009
- 25/01/2009 a 31/01/2009
- 18/01/2009 a 24/01/2009
- 11/01/2009 a 17/01/2009
- 04/01/2009 a 10/01/2009
- 28/12/2008 a 03/01/2009
- 21/12/2008 a 27/12/2008
- 14/12/2008 a 20/12/2008
- 07/12/2008 a 13/12/2008
- 30/11/2008 a 06/12/2008
- 23/11/2008 a 29/11/2008
- 16/11/2008 a 22/11/2008
- 09/11/2008 a 15/11/2008
- 02/11/2008 a 08/11/2008
- 26/10/2008 a 01/11/2008
- 19/10/2008 a 25/10/2008
- 12/10/2008 a 18/10/2008
- 05/10/2008 a 11/10/2008
- 28/09/2008 a 04/10/2008
- 21/09/2008 a 27/09/2008
- 14/09/2008 a 20/09/2008
- 07/09/2008 a 13/09/2008
- 31/08/2008 a 06/09/2008
- 24/08/2008 a 30/08/2008
- 17/08/2008 a 23/08/2008
- 10/08/2008 a 16/08/2008
- 03/08/2008 a 09/08/2008
- 27/07/2008 a 02/08/2008
- 20/07/2008 a 26/07/2008
- 13/07/2008 a 19/07/2008
- 06/07/2008 a 12/07/2008
- 29/06/2008 a 05/07/2008
- 22/06/2008 a 28/06/2008
- 15/06/2008 a 21/06/2008
- 08/06/2008 a 14/06/2008
- 01/06/2008 a 07/06/2008
- 25/05/2008 a 31/05/2008
- 18/05/2008 a 24/05/2008
- 11/05/2008 a 17/05/2008
- 04/05/2008 a 10/05/2008
- 27/04/2008 a 03/05/2008
- 20/04/2008 a 26/04/2008
- 13/04/2008 a 19/04/2008
- 06/04/2008 a 12/04/2008
- 30/03/2008 a 05/04/2008
- 23/03/2008 a 29/03/2008
- 16/03/2008 a 22/03/2008
- 09/03/2008 a 15/03/2008
- 02/03/2008 a 08/03/2008
- 24/02/2008 a 01/03/2008
- 17/02/2008 a 23/02/2008
- 10/02/2008 a 16/02/2008
- 03/02/2008 a 09/02/2008
- 27/01/2008 a 02/02/2008
- 20/01/2008 a 26/01/2008
- 13/01/2008 a 19/01/2008
- 06/01/2008 a 12/01/2008
- 30/12/2007 a 05/01/2008
- 23/12/2007 a 29/12/2007
- 16/12/2007 a 22/12/2007
- 09/12/2007 a 15/12/2007
- 02/12/2007 a 08/12/2007
- 25/11/2007 a 01/12/2007
- 18/11/2007 a 24/11/2007
- 04/11/2007 a 10/11/2007
- 28/10/2007 a 03/11/2007
- 21/10/2007 a 27/10/2007
- 14/10/2007 a 20/10/2007
- 07/10/2007 a 13/10/2007
- 30/09/2007 a 06/10/2007
- 23/09/2007 a 29/09/2007
- 09/09/2007 a 15/09/2007
- 02/09/2007 a 08/09/2007
- 12/08/2007 a 18/08/2007
- 05/08/2007 a 11/08/2007
- 29/07/2007 a 04/08/2007
- 22/07/2007 a 28/07/2007
- 15/07/2007 a 21/07/2007
- 08/07/2007 a 14/07/2007
- 01/07/2007 a 07/07/2007
- 24/06/2007 a 30/06/2007
- 17/06/2007 a 23/06/2007
- 10/06/2007 a 16/06/2007
- 03/06/2007 a 09/06/2007
- 20/05/2007 a 26/05/2007
- 06/05/2007 a 12/05/2007
- 29/04/2007 a 05/05/2007
- 22/04/2007 a 28/04/2007
- 08/04/2007 a 14/04/2007
- 25/03/2007 a 31/03/2007
- 18/03/2007 a 24/03/2007
- 04/03/2007 a 10/03/2007
- 25/02/2007 a 03/03/2007
- 18/02/2007 a 24/02/2007
- 11/02/2007 a 17/02/2007
- 04/02/2007 a 10/02/2007
- 21/01/2007 a 27/01/2007
- 14/01/2007 a 20/01/2007
- 07/01/2007 a 13/01/2007
- 31/12/2006 a 06/01/2007
- 24/12/2006 a 30/12/2006
- 17/12/2006 a 23/12/2006
- 10/12/2006 a 16/12/2006
- 03/12/2006 a 09/12/2006
- 19/11/2006 a 25/11/2006
- 29/10/2006 a 04/11/2006
- 22/10/2006 a 28/10/2006
- 15/10/2006 a 21/10/2006
- 08/10/2006 a 14/10/2006
- 01/10/2006 a 07/10/2006
- 24/09/2006 a 30/09/2006
- 17/09/2006 a 23/09/2006
- 10/09/2006 a 16/09/2006
- 27/08/2006 a 02/09/2006
- 13/08/2006 a 19/08/2006
- 06/08/2006 a 12/08/2006
- 30/07/2006 a 05/08/2006
- 23/07/2006 a 29/07/2006
- 16/07/2006 a 22/07/2006
- 09/07/2006 a 15/07/2006
- 02/07/2006 a 08/07/2006
- 25/06/2006 a 01/07/2006
- 18/06/2006 a 24/06/2006
- 11/06/2006 a 17/06/2006
- 04/06/2006 a 10/06/2006
- 28/05/2006 a 03/06/2006
- 21/05/2006 a 27/05/2006
- 14/05/2006 a 20/05/2006
- 07/05/2006 a 13/05/2006
- 30/04/2006 a 06/05/2006
- 23/04/2006 a 29/04/2006
- 16/04/2006 a 22/04/2006
- 09/04/2006 a 15/04/2006
- 26/03/2006 a 01/04/2006
- 19/03/2006 a 25/03/2006
- 05/03/2006 a 11/03/2006
- 26/02/2006 a 04/03/2006
- 19/02/2006 a 25/02/2006
- 05/02/2006 a 11/02/2006
- 22/01/2006 a 28/01/2006
- 15/01/2006 a 21/01/2006
- 08/01/2006 a 14/01/2006
- 01/01/2006 a 07/01/2006
- 25/12/2005 a 31/12/2005
- 18/12/2005 a 24/12/2005
- 27/11/2005 a 03/12/2005
- 20/11/2005 a 26/11/2005
- 13/11/2005 a 19/11/2005
- 06/11/2005 a 12/11/2005
- 16/10/2005 a 22/10/2005
- 25/09/2005 a 01/10/2005
- 18/09/2005 a 24/09/2005
- 11/09/2005 a 17/09/2005
- 28/08/2005 a 03/09/2005
- 21/08/2005 a 27/08/2005
- 07/08/2005 a 13/08/2005
- 31/07/2005 a 06/08/2005
- 24/07/2005 a 30/07/2005
- 17/07/2005 a 23/07/2005
- 03/07/2005 a 09/07/2005
- 26/06/2005 a 02/07/2005
- 19/06/2005 a 25/06/2005
- 12/06/2005 a 18/06/2005
- 05/06/2005 a 11/06/2005
- 29/05/2005 a 04/06/2005
- 08/05/2005 a 14/05/2005
- 01/05/2005 a 07/05/2005
- 24/04/2005 a 30/04/2005
- 03/04/2005 a 09/04/2005
- 27/02/2005 a 05/03/2005
- 23/01/2005 a 29/01/2005
- 09/01/2005 a 15/01/2005
- 02/01/2005 a 08/01/2005



Outros sites:

- Site Oficial do Aquiles
- Comunidade Oficial Aquiles Priester no Orkut
- Aquiles - Vídeos You Tube
- Site do Hangar (NOVO)
- Fórum Oficial do Hangar (NOVO)
- Comunidade Oficial do Hangar - Orkut
- Flogão Aquiles- Blog APP
- Aquiles Official Myspace
- Whiplash!
- Stay Heavy
- Site Rock On Stage
- Flogão Hangar
- Hangar Official MySpace
- Nando Mello Official MySpace
- Nando Mello Oficial Site
- Inside My Psychobook - HotSite
- Fábio Laguna - Blog


Votação:

- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog


Contador:

Código html:
Cristiny On Line



Hangar no PowerClick Day – 05/02/09

Por:  Marina Dickinson

 

Cheio de expectativas, o ano de 2009 começou prometendo ser o ano da banda Hangar: lançamento do DVD, gravação e lançamento do novo CD, turne pelo Brasil e pelo exterior e quem sabe a tão sonhada participação numa edição do Wacken (quem sabe dobradinha Wacken brasileiro e alemão?!). Como nem tudo são flores, surgiu o anúncio da saída do Nando Fernandes, que pegou todos de surpresa e parecia que os promissores planos seriam paralisados.

Porém, obstáculos servem apenas para tornar as conquistas mais saborosas! Dia 05 de fevereiro no EM&T rolou o evento PowerClick Day. Com participações especiais de Ricardo Bocci (Viper), Humberto Sobrinho (Glory Opera) e Leandro Caçoilo (Eterna) e um repertório variado entre clássicos do rock e músicas do Hangar, o evento provou que ninguém é insubstituível e que os planos estão mais firmes do que nunca!!!!

O evento começou com Fábio Laguna servindo de anfitrião e apresentando a banda, que teve como guitarrista convidado Rodrigo Fantoni (Bussano), o que deu um ar ainda mais especial a esta apresentação. O primeiro convidado da banda foi Ricardo Bocci. Começaram tocando Wasted Years do Iron Maiden e em seguida tocaram To Tame a Land do Hangar. O segundo convidado foi Humberto Sobrinho, que veio de Manaus especialmente para o evento. Juntos tocaram After All do Black Sabbath, TROYC e Call me do Hangar. O último convidado da noite foi Leandro Caçoilo, que cantou Savior, Hastiness e Perfect Strangers do Deep Purple.

Na saída, a banda sempre simpática atendeu os fãs e foram embora deixando a sensação de que a noite foi apenas o recomeço!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Marina Dickinson



- Postado por: Michely Sobral às 21h35
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Matéria sobre Aquiles Priester no Site Operação Cavalo de Tróia:

 

Aquiles Priester em Cuiabá na ótica de Antonio Carlos (TIASQUES)

Quinta-feira, 4 de Dezembro de 2008

Neste último final de semana de novembro, mais exatamente dias 29 e 30, Cuiabá presenciou um dos melhores bateristas de Metal do mundo, destruindo (no bom sentido, é lógico) sua Mapex Deep Forest Vanult Signature. Sim, sim, estou falando de Aquiles Priester, baterista das bandas Freakeys, Hangar e da mundialmente conhecida ANGRA.

Para os desinformados, Aquiles começou a estudar bateria com 15 anos, aos 22 anos resolveu aprofundar seu estudo como profissional e hoje com 37 é um dos melhores do mundo no Metal. Aquiles mostrou que além de excelente baterista, também é um excelente educador, e no dia 29 de novembro ele ministrou na escola de musica Chorus, aulas particulares, e esse que vos escreve, logicamente, foi aprender com Aquiles - deixo bem claro pra todos que sou acima de tudo fã dos trabalhos que Aquiles faz -, então aproveitei a aula para saber mais deste Grande Baterista. Ah, e uma observação: no mesmo dia Aquiles foi curtir a noite quente cuiabana e apareceu no Caverna´s de surpresa no show da banda PREDATOR!Ilustre presença, não é verdade?

Aquiles foi aluno de Kiko Freitas, um dos mais renomados baterista da musica brasileira desde o MPB, Jazz ao Fusion, que se conhece aqui e no exterior, e de onde se percebe muito dessa influência em sua forma de utilizar de ritmos brasileiros em suas composições - o tenho como meu ícone nacional. Além do Kiko, Aquiles fez questão de exaltar sua admiração ao baterista João Barone, na hora do seu workshow no dia 30/11.

Parece estranho um baterista de metal gostar de reggae ou baião, mas como ele mesmo disse na aula ministrada, o baterista tem que estar preparado para tudo, e o que mais evoluiu a sua forma de tocar foram os trabalhos COVER´s que fez (isso mesmo, Cover!), além da própria Hangar.

Sobre o domingo, dia do workshow, comentarei apenas que os alunos das aulas particulares tiveram cadeira cativa atrás da bateria-monstro do grande AQUILES. Quem não foi, meus pêsames, quem foi está de boca aberta até agora.

Abraços a todos!

(Antonio Carlos é baterista do “Tiasques” e professor de música no Sest Senat).

Fonte: Site Operação Cavalo de Tróia



- Postado por: Michely Sobral às 20h21
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Aquiles Priester: Sim, eu acredito em destino!

 

Recentemente estive em Erechim e Getúlio Vargas no Rio Grande do Sul, para produzir o material que será o primeiro disco de uma nova banda, que tem um estilo de música muito particular e que me cativou logo na primeira audição. A banda é composta por músicos bem novos e também por alguns bem experientes.

Tudo começou num workshop que realizei em Erechim no dia 25 de agosto do ano passado e isso só aconteceu porque o Matheus e o Cristiano decidiram que iriam me levar para lá... Quem encontrou o Matheus e fez o primeiro contato foi o Nando Mello. O workshop teve todos os ingressos vendidos e algumas pessoas até ficaram de pé, de tão cheio que estava o teatro do Sesc.

Logo após o workshop, fomos convidados para comer um churrasco na casa do Cristiano, que é o baterista da banda que estou produzindo. Lógico que chegamos bem atrasados e a carne já estava até meio seca, mas mesmo assim a fome era maior...

Após o jantar, conversamos sobre vários assuntos e um deles foi sobre uma provável produção da banda que o Cristiano e o Matheus tinham de rock progressivo... No meio do papo, Cristiano disse que tinha outra banda com sua namorada Stephanie e que também tinham algumas composições prontas. Imediatamente me interessei pela segunda opção por ser diferente do tipo de música que toco... Eles ficaram de me enviar algumas músicas para eu avaliar e isso só aconteceu quase um mês depois...

Esse tipo de convite sempre acontece, mas nem sempre o material a ser trabalhado parece bom o suficiente e por isso sempre declinei todas as outras propostas que já recebi... Mas dessa vez tinha algo diferente...No final de setembro recebi o primeiro e-mail com as músicas e eu estava um tanto atarefado para ouvir o material com calma e por isso esperei até ter tempo suficiente para avaliar bem o material. Quando iniciei a audição levei um grande susto! As composições eram excelentes e maduras o suficiente para serem trabalhadas... Após alguns e-mails e telefonemas para acertar os detalhes de como fazer o trabalho começar, definimos tudo e agora já estou até de volta da pré-produção e com as músicas prontas para serem gravadas.

Cheguei à Erechim no dia 25/01 em torno das 19h00. Na verdade eu deveria ter descido em Getúlio Vargas, cidade onde a Stephanie tem um sítio e toda a banda já estava a minha espera... Dormi na hora errada e me acordaram em Erechim, que fica uns 30 km depois de Getúlio Vargas... O Cristiano e a Stephanie voltaram e me buscaram...Chegando ao sítio conheci toda a banda e antes de tocar uma nota, conversamos e definimos como iríamos trabalhar nos cinco dias seguintes. Uma semana antes me disseram que eu deveria levar uma sunga, pois o sítio tinha piscina... Não uso sunga e também já sabia que não iria sobrar nem tempo para comer direito... E realmente não sobrou.

Tínhamos que trabalhar e finalizar duas músicas por dia e foi isso que fizemos... Chegamos a trabalhar por dezessete horas consecutivas, sendo doze horas numa música e cinco em outra para cumprir a agenda.Geralmente começávamos ao meio dia e íamos até às duas da manhã, com exceção do dia que fomos até às cinco da manhã.

Adorei essa primeira experiência de produzir o material de outra banda e de outro estilo... Fiquei impressionado com a dedicação da banda e achei que alguns não aguentariam o tranco por causa do nível de estresse, mas tudo rolou muito bem... Algumas vezes chegávamos ao limite e então era hora de sairmos para algum lugar diferente mesmo que fosse só para dar uma volta. No terceiro dia depois do trabalho feito, fomos à casa da irmã da Stephanie, que tinha nada mais nada menos que 34 cachorros... Isso mesmo, 34. Tinha uma pequenininha que era bem briguenta e ao comando: Dá-lhe PAU!!! Ela já começava a latir pensando que era para brigar com alguém... Tinha também o Alemão que era um Labrador lindo que me fez lembrar o Buzz várias vezes... O sorvete da casa era maravilhoso!!! Hahahaha!!!

Mas voltando ao trabalho, reestruturamos e mapeamos todas as músicas e o resultado ficou fantástico. As músicas foram compostas pela Stephanie com ajuda do Cristiano e do seu irmão, o Fabrício, que logo apelidei de “Júnior” por sua semelhança com o irmão da Sandy... (Olhem ele na foto).  Em seguida ele também ganhou o apelido de “Festinha 1”, pois o “Festinha 2” era o tecladista Iuri, que era muito calmo e muito prestativo... Acho que todos os tecladistas são assim... Os arranjos dele eram muito bem encaixados nas músicas e todos com muito bom gosto. Completavam o time o baixista Hércules (que não era meu irmão), que toca em bandas de baile da região e tem uma versatilidade incrível, além de muita musicalidade e também o guitarrista Luciano, que simplesmente é o melhor guitarrista da região e dá aulas para todos os guitarristas dos arredores da cidade. Contribuiu várias vezes com idéias brilhantes para os arranjos das músicas.  

Luciano, Hércules, Cristiano, Stephanie, Iuri, Aquiles e Fabrício.

Com certeza quem mais sofreu nessa primeira parte do trabalho foi o Cristiano, pois a bateria é o primeiro instrumento que precisar ser definido antes da gravação e várias vezes o ouvi dizendo: - Perdi minha perna! Eu só falava: - Procure que ela deve estar embaixo dos bumbos, quando achar toque os bumbos como se você fosse um pedreiro!!! Algumas vezes eu ouvia o “Festinha 1” reclamando que o seu dedo já estava gasto... A frase mais odiada era quando eu falava: - Tive uma idéia... Teve uma vez que o Luciano disse: - Tive uma idéia! E todos caíram de pau em cima dele...

Ah, a voz da Stephanie desapareceu no segundo dia e apareceu de novo no quarto dia... Segundo eles, aquela experiência de ficar entre doze e dezessete horas por dia em cima do instrumento ensaiando todas as possibilidades de arranjos e execuções de uma música realmente foi a primeira e fiquei muito feliz por ter feito parte dessa loucura.

Lembrei-me muito da dedicação dos primórdios da banda Hangar...

Vamos iniciar as gravações do disco da banda na metade de fevereiro em Criciúma e depois voltamos a Erechim para finalizar todo o processo.

Antes disso, nós da banda Hangar vamos para um sítio perto de Tatuí no interior de São Paulo, para juntar nossas idéias e compor o novo disco da banda, que precisa estar pronto no final de maio. Portanto, segunda-feira, dia 02/02 iniciamos oficialmente o processo de composição do novo disco do Hangar. Pelo que já mostramos um para o outro, esse será o disco mais extremo da banda em todos os sentidos. Vamos surpreender vocês... Prometo que faremos diários para manter vocês todos informados, tá bom?

Ah, só para fechar o título do diário, quem irá trabalhar como engenheiro de som no disco da banda de Erechim, será o Adair Daufembach, que já trabalhou comigo no disco da banda Hevilan e também no tributo ao Vinnie Moore...Mas mesmo assim o que isso tem a ver com o título? Tudo a ver!!! Fiz um workshop em Criciúma no dia 31 de março de 2008 e quem organizou foi o Adair e seu amigo inseparável, o baterista Gilson Naspolini... Mas ainda assim o que isso tem a ver com o título? Agora eu explico...

Tanto no workshop de Criciúma como no de Erechim, eles não estavam certos que seriam capazes de organizar o evento de forma adequada. Eles precisaram ser convencidos por mim e pelo Mello que teriam êxito na realização do evento... Se esses dois workshops não tivessem acontecido, eu nem estaria escrevendo esse diário sobre esse assunto hoje, entendem?

Cada dia, cada decisão faz uma grande diferença... Todos nós não sabemos do que somos capazes até tentar... O que você tentou mudar na sua história hoje? Viva àqueles que acreditam na força de vontade. Viva àqueles que fazem a diferença. E finalmente, viva àqueles que não aceitam um “NÃO” como resposta e fazem qualquer coisa em busca do seu objetivo! Qualquer coisa MESMO!!!

Seja audacioso, se arrependa do que fez, mas NUNCA do que não fez...

Sorte SEMPRE!!!

Aquiles



- Postado por: Michely Sobral às 23h06
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________