BIOGRAFIA



Aquiles Priester nasceu na África do Sul, mas veio ainda criança para o Brasil, passando a infância e adolescência em Foz do Iguaçu, no Paraná, até mudar-se para Porto Alegre (RS). Foi lá que começou a levar a música mais a sério, participando de diversas bandas, até montar o grupo de heavy metal Hangar, em 1997, quando começou a desenvolver o estilo que o tornaria famoso mundialmente.O Hangar lançou dois Cd’s: Last Time e Inside Your Soul e o próximo cd já está a caminho.
No Hangar, abriu um show para o Angra, e em 2000, de passagem por São Paulo, Priester foi apresentado a Kiko Loureiro, que o convidou para fazer um teste para a banda, na época sem baterista: “Kiko e Rafael me falaram que já estavam testando outros bateristas e que se achassem algum baterista interessante eu perderia a chance. Na hora eu falei para eles: - Faça o teste com quem vocês quiserem, mas não decidam nada antes de me ver tocando. Mais tarde eles me disseram que essa confiança e segurança que eu tinha passado foram decisivas para que eles esperassem para me ver tocando ao vivo.”
Em 2004, ele foi eleito o melhor baterista de heavy metal do Brasil, pelas revistas Rock Brigade e Roadie Crew, as duas maiores publicações do gênero no país. Também venceu a votação no site brasileiro Whiplash. Na revista Burrn! do Japão, Priester foi o único brasileiro a entrar no ranking dos 30 melhores bateristas, em 2004, ocupando o 4º lugar na votação geral, posicionando-se à frente de nomes como Nicko McBrain (Iron Maiden) e Lars Ulrich (Metallica). “Hoje olho para trás e vejo que por mais duro que tenha sido o caminho que percorri para chegar onde estou, sempre tive a perseverança para acreditar que quem realmente sonha e faz por merecer, consegue. Sou uma pessoa comum que tinha um sonho e foi atrás para realizá-lo, e por mais difícil e ardorosa que tenha sido essa jornada, no fundo eu sempre soube que esse era o meu destino: - Ser músico. Em todos esse anos sempre existiram muitas superstições e outras coisas que me fizeram acreditar que esse era o caminho. No meio disso tudo sempre tive comigo um provérbio chinês que diz o seguinte: “Onde há uma vontade, há um caminho”.
Se você tem uma vontade, você pode fazer o seu caminho...
Aquiles Priester


INSIDE MY DRUMS




O vídeo registra um dos workshops que o batera fez ao longo de 2003 por todo o Brasil e foi gravado no Auditório Mix Music Hall do EM&T, em São Paulo, no dia 29 de novembro.
Assistindo-se às duas horas do DVD fica fácil entender porque o público e a imprensa especializada consideram Aquiles Priester o principal baterista de Heavy Metal do Brasil. Afinal, ali está, sem difarces e dissecada por várias câmeras, toda a técnica de Aquiles pilotando uma inacreditável bateria com quase 30 peças, ele faz esse kit monstruoso parecer pequeno, já que dá conta dele com tranqüilidade.
Como uma das marcas registradas do batera é o trabalho de dois bumbos, há uma câmera que registra essa performance praticamente em tempo integral. E o resultado impressiona, já que a precisão e a velocidade atingidas por Aquiles parecem simplesmente inalcançáveis. “Live In Concert – Inside My Drums” é um vídeo obrigatório para qualquer um que tenha o mínimo de curiosidade em saber como é feita aquela música que você tanto curte. Aquiles explica isso em detalhes neste DVD.

(Antonio Carlos Monteiro)

Track List do DVD:

1. Acid Rain
2. Inside your Soul
3. Judgement Day
4. Running Alone
5. Legions of Fate
6. Millennium Sun
7. Hunters and Prey
8. Falling in Disgrace
9. Unholy Wars
10. Heroes of Sand
11. No Command
12. Nova Era

Bonus Tracks:

Ask the Lonely (Journey)
Hangar version – Very Special Guest: Edu Falaschi
Perfect Strangers (Deep Purple)
Hangar version
Drum Solo
Recorded at Credicard Hall, São Paulo, on December 21st, 2002.
Extras: Bastidores da Workshop Tour pelo Brasil, Entrevista, Multi Angle, Bonus Tracks e Galeria de Fotos.


INSIDE MY PSYCHOBOOK




Por que lançar um livro com 100 exercícios de dois bumbos? Para mim, isso é muito fácil de responder. Em todo trabalho que venho realizando nos últimos 10 anos, esse é meu enfoque principal.
A técnica de dois bumbos hoje faz parte da linguagem musical do baterista moderno e deixou de ser uma ferramenta exclusiva do músico que toca heavy metal. A evolução das idéias e das técnicas desse estilo está sempre à frente e, a cada dia, percebo que o estudo dos dois bumbos é interminável, pois até as novidades estão sempre sendo recicladas. Desde que comecei a fazer workshops, sempre escuto a mesma pergunta em todos os eventos: qual o exercício ideal para aumentar minha habilidade nos dois bumbos? Esse método é a minha resposta para essa pergunta. Aqui estão 100 exercícios, dos básicos aos avançados, que mostram meu estilo de tocá-los.
Fiz questão de reforçar bem a base, já que sem isso não existe estrutura para se desenvolver corretamente e seguir desbravando o estudo desse estilo sem limites. Alguns exercícios foram tocados com dois rides mas, caso você não tenha dois rides no seu kit, pode fechar bem o seu hi-hat esquerdo e utilizá-lo para tocar os exercícios. Foi assim que comecei a desenvolver a mão esquerda nos grooves e a me interessar pelo segundo ride.
Naturalmente, eu conduzo os grooves quaternários em colcheias, acentuando a primeira e a terceira notas usando “down stroke”, enquanto a segunda e a quarta toco praticamente como “ghost note”, usando “up stroke”. É isso que caracteriza o meu groove e, dessa forma, mesmo tocando heavy metal, minha condução não fica reta e mecânica. Antes de começar os exercícios, dependendo da fórmula de compasso, o metrônomo tocará um compasso de espera – com exceção dos exercícios em que o andamento é mais rápido, nos quais deixei dois compassos de espera.
Estudar os exercícios dessa forma aumentará significativamente sua intimidade com a técnica de dois bumbos. Conforme você for praticando, outras novas idéias de grooves surgirão e você ainda ampliará cada vez mais o seu vocabulário.
Muita sorte e boa prática para todos! Um abraço,
Aquiles Priester


THE REASON OF YOUR CONVICTION



“The Reason Of Your Conviction” é um disco que pode ser interpretado de várias formas, principalmente porque são inúmeras as características que o compõem. Flertando com várias tendências e levando a capacidade técnica de seus músicos a extremos, o álbum jamais fica em cima do muro, preferindo mostrar uma cara e uma identidade totalmente próprias. Em vez de se acomodar na mesmice, o Hangar preferiu subverter algumas regras e se atirar de cabeça em aspectos tão esquecidos pelo heavy metal dos dias antissépticos em que vivemos, como ousadia, técnica e feeling. Como já vimos, com “The Reason Of Your Conviction” o Hangar resolveu saltar para os níveis mais altos de projeção dentro da cena do metal mundial. É quase impossível que não consiga.

(Antonio Carlos Monteiro)

Tracklist:

01. Just The Beginning
02. The Reason Of Your Conviction
03. Hastiness
04. Call Me In The Name Of Death
05. Forgive The Pain
06. Captivity (A House with a thousand rooms)
07. Forgotten Pictures
08. Everlasting Is The Salvation
09. One More Chance
10. When The Darkness Takes You
11. Your Skin and Bones (Bonus Track for Japan)

Bonus videos:
Call Me In The Name Of Death [video clip]
Call Me In The Name Of Death [making of]


FREAKEYS


"Tudo pode ser estranho, dependendo do ponto de vista".
Seja franco: quantas vezes você já viu um trabalho musical baseado em apenas uma frase? E numa frase ao mesmo tempo despojada e enigmática como essa aí em cima? Pois foi com base nesse dito que quatro conhecidos e virtuosos músicos de heavy metal desenvolveram seu trabalho.
O Freakeys nasceu para que Fábio Laguna (Angra e Hangar), Aquiles Priester (Angra e Hangar), Felipe Andreoli (Angra e Karma) e Eduardo Martinez (Hangar e Lápide) pudessem fazer “coisas que jamais faríamos nas nossas outras bandas”, como explica o baterista. O resultado disso acabou sendo uma música dífícil de rotular, uma espécie de mix de heavy metal com progressivo, temperado com muita ousadia e criatividade, mas muito fácil de se apreciar.
Para chegar no resultado que se ouve no disco de estréia, a banda trabalhou de forma totalmente inusitada. Fábio escreveu todos os temas em quarenta dias para seu novo disco solo, e quase um ano depois, junto com Aquiles, definiu os arranjos que seriam as bases do início do trabalho. O que seria um disco solo tomou naturalmente o caminho para um projeto tamanho o comprometimento dos músicos com as novas composições. Os dois ensaiaram os temas e os passaram para Felipe e Martinez. O passo seguinte foi a gravação: cada músico gravou em estúdio diferente, já que a idéia era que cada um trabalhasse onde se sentisse mais à vontade.
Agora, Freakeys, disco que leva o nome do quarteto, está saindo pela Voicemusic, para mostrar aos fãs de heavy metal em particular e de boa música em geral que, dependendo do ponto de vista, tudo pode ser estranho – mas pode ser muito bom também. Deixe a música do Freakeys surpreender você!!!

Tracklist:
1. One Cup One Lighter One Jack
2. Beetle Dance
3. The Dream Seller
4. Golden Bullet
5. Gallamawhat?!
6. Zoo Zoe
7. Freakeys
8. One More Coffee
9. Requiem Aeternam
10. Rucula’n’Rum


A MÁSCARA





Como surgiu e quais os detalhes da máscara do Polvo que você sempre costuma usar?

Aquiles Priester: Na verdade isso aí foi uma brincadeira, a gente estava fazendo uma tarde de autógrafos em Limeira/SP e eu vi uma máscara, que na verdade era uma máscara de goleiro de hockey. Aí quando eu vi a máscara pensei: " pô essa máscara vai ficar legal na minha bateria", porque ela era de alumínio, então, ia combinar com as ferragens, aí eu pedi a máscara,que era de uma pessoa que estava realizando o show lá, ele me deu e eu começei a usar.
Quando eu fui lançar o meu DVD ( Inside My Drums ), eu tava pensando em usar essa máscara como símbolo meu, só que aí eu fiquei preocupado com os direitos autorais, de saber de quem era a máscara, pois eu estava usando uma coisa que eu não sabia de quem que era. Então eu resolvi criar uma máscara utilizando o apelido que o Edu me deu ( Edu Falaschi - vocalista do Angra ) né, de POLVO, então aí eu peguei aquela antiga máscara minha e mantive as mesmas características e tentei dar uma cara de polvo-cibernético-alienígena. E foi assim que pintou, foi mais um esquema de brincadeira, não tinha uma intenção de ter um ícone, de ter uma imagem minha, sabe, foi coisa que acabou rolando, acho que foi até por isso que deu certo.

Retirado da entrevista realizada pelo site Rock on Stage.


O AUTÓGRAFO



Blog APP: Sobre o autógrafo, como você criou algo tão diferente e criativo?

Aquiles: Na verdade esse autógrafo já existe a mais ou menos uns 16 anos, pois na época que eu desenhava bastante eu costumava assinar meus desenhos dessa forma. Acho que a assinatura/símbolo que o Derek Riggs (desenhista que fez a maior parte das capas do Iron Maiden) usava me inspirou a tentar algo novo.


Aquiles Priester - AGENDA


16/11 - Workshop Aquiles Priester + Nando Mello - São Carlos/SP

28/11 - Workshop Aquiles Priester + Nando Mello - Rondonópolis/MS

29/11 - Aulas Particulares com Aquiles Priester - Cuiabá/MT

30/11 – Workshop Aquiles Priester + Nando Mello - Cuiabá/MT

02/12 – Workshop Aquiles Priester + Nando Mello - Campo Grande/MS

03/12 – Workshop Aquiles Priester + Nando Mello - Dourados/MS

06/12 - Workshop Aquiles Priester + Nando Mello - Três Lagoas/MS

08/12 - Aulas particulares com Aquiles Priester em Curitiba/PR.

09/12 - Workshop Aquiles Priester + Nando Mello - Curitiba/PR

SHOWS - HANGAR:


12/10 - Hangar + Andre Matos e Banda - São Paulo/SP

13/12- Hangar + Andre Matos e Banda – Curitiba/PR

14/12- Hangar + Andre Matos e Banda - Porto Alegre/RS

18/12- Hangar + Andre Matos e Banda – Campinas/SP

19/12- Hangar + Andre Matos e Banda - Belo Horizonte/BH

20/12- Hangar + Andre Matos e Banda - Rio de Janeiro/RJ


Bateria Mapex Aquiles Priester



A Mapex, uma das maiores fabricantes de baterias no mundo, criou a bateria Mapex Limited Edition Aquiles Priester linha signature. Essa homenagem ganha mais importância ainda quando se leva em conta que é a primeira vez que um baterista brasileiro ganha um modelo de bateria signature fabricado por uma empresa internacional. A madeira utilizada para a fabricação foi a basswood, que é uma madeira que explora muito bem os sons mais graves. A bateria é composta por dois bumbos de 22”X18,5”, tons de 12”X10” e 13”X11”, surdo de 16”X16” e caixa de 14”X5,5”. A espessura de parede de todas as peças é de 9 mm, com exceção dos bumbos, que é de 12 mm. O bumbo não tem furação e os tons vêm com um sistema de suspensão sem furos na madeira e o acabamento de toda bateria é encerado. Ainda complementam a configuração da bateria duas estantes para pratos (uma reta e uma girafa), uma estante de caixa, banco e uma máquina de chimbal.




Michely Sobral

Cidade:Fortaleza
Contato:blogapp@yahoo.com.br

Meu perfil
BRASIL, Nordeste, FORTALEZA, Mulher




Histórico:

- 20/02/2011 a 26/02/2011
- 08/08/2010 a 14/08/2010
- 11/07/2010 a 17/07/2010
- 20/06/2010 a 26/06/2010
- 02/05/2010 a 08/05/2010
- 18/04/2010 a 24/04/2010
- 28/03/2010 a 03/04/2010
- 14/03/2010 a 20/03/2010
- 28/02/2010 a 06/03/2010
- 14/02/2010 a 20/02/2010
- 31/01/2010 a 06/02/2010
- 24/01/2010 a 30/01/2010
- 17/01/2010 a 23/01/2010
- 10/01/2010 a 16/01/2010
- 03/01/2010 a 09/01/2010
- 27/12/2009 a 02/01/2010
- 20/12/2009 a 26/12/2009
- 13/12/2009 a 19/12/2009
- 29/11/2009 a 05/12/2009
- 22/11/2009 a 28/11/2009
- 15/11/2009 a 21/11/2009
- 25/10/2009 a 31/10/2009
- 11/10/2009 a 17/10/2009
- 04/10/2009 a 10/10/2009
- 27/09/2009 a 03/10/2009
- 13/09/2009 a 19/09/2009
- 06/09/2009 a 12/09/2009
- 30/08/2009 a 05/09/2009
- 23/08/2009 a 29/08/2009
- 16/08/2009 a 22/08/2009
- 09/08/2009 a 15/08/2009
- 02/08/2009 a 08/08/2009
- 26/07/2009 a 01/08/2009
- 19/07/2009 a 25/07/2009
- 12/07/2009 a 18/07/2009
- 28/06/2009 a 04/07/2009
- 21/06/2009 a 27/06/2009
- 14/06/2009 a 20/06/2009
- 07/06/2009 a 13/06/2009
- 31/05/2009 a 06/06/2009
- 24/05/2009 a 30/05/2009
- 17/05/2009 a 23/05/2009
- 10/05/2009 a 16/05/2009
- 03/05/2009 a 09/05/2009
- 26/04/2009 a 02/05/2009
- 19/04/2009 a 25/04/2009
- 12/04/2009 a 18/04/2009
- 05/04/2009 a 11/04/2009
- 29/03/2009 a 04/04/2009
- 22/03/2009 a 28/03/2009
- 15/03/2009 a 21/03/2009
- 08/03/2009 a 14/03/2009
- 22/02/2009 a 28/02/2009
- 15/02/2009 a 21/02/2009
- 08/02/2009 a 14/02/2009
- 01/02/2009 a 07/02/2009
- 25/01/2009 a 31/01/2009
- 18/01/2009 a 24/01/2009
- 11/01/2009 a 17/01/2009
- 04/01/2009 a 10/01/2009
- 28/12/2008 a 03/01/2009
- 21/12/2008 a 27/12/2008
- 14/12/2008 a 20/12/2008
- 07/12/2008 a 13/12/2008
- 30/11/2008 a 06/12/2008
- 23/11/2008 a 29/11/2008
- 16/11/2008 a 22/11/2008
- 09/11/2008 a 15/11/2008
- 02/11/2008 a 08/11/2008
- 26/10/2008 a 01/11/2008
- 19/10/2008 a 25/10/2008
- 12/10/2008 a 18/10/2008
- 05/10/2008 a 11/10/2008
- 28/09/2008 a 04/10/2008
- 21/09/2008 a 27/09/2008
- 14/09/2008 a 20/09/2008
- 07/09/2008 a 13/09/2008
- 31/08/2008 a 06/09/2008
- 24/08/2008 a 30/08/2008
- 17/08/2008 a 23/08/2008
- 10/08/2008 a 16/08/2008
- 03/08/2008 a 09/08/2008
- 27/07/2008 a 02/08/2008
- 20/07/2008 a 26/07/2008
- 13/07/2008 a 19/07/2008
- 06/07/2008 a 12/07/2008
- 29/06/2008 a 05/07/2008
- 22/06/2008 a 28/06/2008
- 15/06/2008 a 21/06/2008
- 08/06/2008 a 14/06/2008
- 01/06/2008 a 07/06/2008
- 25/05/2008 a 31/05/2008
- 18/05/2008 a 24/05/2008
- 11/05/2008 a 17/05/2008
- 04/05/2008 a 10/05/2008
- 27/04/2008 a 03/05/2008
- 20/04/2008 a 26/04/2008
- 13/04/2008 a 19/04/2008
- 06/04/2008 a 12/04/2008
- 30/03/2008 a 05/04/2008
- 23/03/2008 a 29/03/2008
- 16/03/2008 a 22/03/2008
- 09/03/2008 a 15/03/2008
- 02/03/2008 a 08/03/2008
- 24/02/2008 a 01/03/2008
- 17/02/2008 a 23/02/2008
- 10/02/2008 a 16/02/2008
- 03/02/2008 a 09/02/2008
- 27/01/2008 a 02/02/2008
- 20/01/2008 a 26/01/2008
- 13/01/2008 a 19/01/2008
- 06/01/2008 a 12/01/2008
- 30/12/2007 a 05/01/2008
- 23/12/2007 a 29/12/2007
- 16/12/2007 a 22/12/2007
- 09/12/2007 a 15/12/2007
- 02/12/2007 a 08/12/2007
- 25/11/2007 a 01/12/2007
- 18/11/2007 a 24/11/2007
- 04/11/2007 a 10/11/2007
- 28/10/2007 a 03/11/2007
- 21/10/2007 a 27/10/2007
- 14/10/2007 a 20/10/2007
- 07/10/2007 a 13/10/2007
- 30/09/2007 a 06/10/2007
- 23/09/2007 a 29/09/2007
- 09/09/2007 a 15/09/2007
- 02/09/2007 a 08/09/2007
- 12/08/2007 a 18/08/2007
- 05/08/2007 a 11/08/2007
- 29/07/2007 a 04/08/2007
- 22/07/2007 a 28/07/2007
- 15/07/2007 a 21/07/2007
- 08/07/2007 a 14/07/2007
- 01/07/2007 a 07/07/2007
- 24/06/2007 a 30/06/2007
- 17/06/2007 a 23/06/2007
- 10/06/2007 a 16/06/2007
- 03/06/2007 a 09/06/2007
- 20/05/2007 a 26/05/2007
- 06/05/2007 a 12/05/2007
- 29/04/2007 a 05/05/2007
- 22/04/2007 a 28/04/2007
- 08/04/2007 a 14/04/2007
- 25/03/2007 a 31/03/2007
- 18/03/2007 a 24/03/2007
- 04/03/2007 a 10/03/2007
- 25/02/2007 a 03/03/2007
- 18/02/2007 a 24/02/2007
- 11/02/2007 a 17/02/2007
- 04/02/2007 a 10/02/2007
- 21/01/2007 a 27/01/2007
- 14/01/2007 a 20/01/2007
- 07/01/2007 a 13/01/2007
- 31/12/2006 a 06/01/2007
- 24/12/2006 a 30/12/2006
- 17/12/2006 a 23/12/2006
- 10/12/2006 a 16/12/2006
- 03/12/2006 a 09/12/2006
- 19/11/2006 a 25/11/2006
- 29/10/2006 a 04/11/2006
- 22/10/2006 a 28/10/2006
- 15/10/2006 a 21/10/2006
- 08/10/2006 a 14/10/2006
- 01/10/2006 a 07/10/2006
- 24/09/2006 a 30/09/2006
- 17/09/2006 a 23/09/2006
- 10/09/2006 a 16/09/2006
- 27/08/2006 a 02/09/2006
- 13/08/2006 a 19/08/2006
- 06/08/2006 a 12/08/2006
- 30/07/2006 a 05/08/2006
- 23/07/2006 a 29/07/2006
- 16/07/2006 a 22/07/2006
- 09/07/2006 a 15/07/2006
- 02/07/2006 a 08/07/2006
- 25/06/2006 a 01/07/2006
- 18/06/2006 a 24/06/2006
- 11/06/2006 a 17/06/2006
- 04/06/2006 a 10/06/2006
- 28/05/2006 a 03/06/2006
- 21/05/2006 a 27/05/2006
- 14/05/2006 a 20/05/2006
- 07/05/2006 a 13/05/2006
- 30/04/2006 a 06/05/2006
- 23/04/2006 a 29/04/2006
- 16/04/2006 a 22/04/2006
- 09/04/2006 a 15/04/2006
- 26/03/2006 a 01/04/2006
- 19/03/2006 a 25/03/2006
- 05/03/2006 a 11/03/2006
- 26/02/2006 a 04/03/2006
- 19/02/2006 a 25/02/2006
- 05/02/2006 a 11/02/2006
- 22/01/2006 a 28/01/2006
- 15/01/2006 a 21/01/2006
- 08/01/2006 a 14/01/2006
- 01/01/2006 a 07/01/2006
- 25/12/2005 a 31/12/2005
- 18/12/2005 a 24/12/2005
- 27/11/2005 a 03/12/2005
- 20/11/2005 a 26/11/2005
- 13/11/2005 a 19/11/2005
- 06/11/2005 a 12/11/2005
- 16/10/2005 a 22/10/2005
- 25/09/2005 a 01/10/2005
- 18/09/2005 a 24/09/2005
- 11/09/2005 a 17/09/2005
- 28/08/2005 a 03/09/2005
- 21/08/2005 a 27/08/2005
- 07/08/2005 a 13/08/2005
- 31/07/2005 a 06/08/2005
- 24/07/2005 a 30/07/2005
- 17/07/2005 a 23/07/2005
- 03/07/2005 a 09/07/2005
- 26/06/2005 a 02/07/2005
- 19/06/2005 a 25/06/2005
- 12/06/2005 a 18/06/2005
- 05/06/2005 a 11/06/2005
- 29/05/2005 a 04/06/2005
- 08/05/2005 a 14/05/2005
- 01/05/2005 a 07/05/2005
- 24/04/2005 a 30/04/2005
- 03/04/2005 a 09/04/2005
- 27/02/2005 a 05/03/2005
- 23/01/2005 a 29/01/2005
- 09/01/2005 a 15/01/2005
- 02/01/2005 a 08/01/2005



Outros sites:

- Site Oficial do Aquiles
- Comunidade Oficial Aquiles Priester no Orkut
- Aquiles - Vídeos You Tube
- Site do Hangar (NOVO)
- Fórum Oficial do Hangar (NOVO)
- Comunidade Oficial do Hangar - Orkut
- Flogão Aquiles- Blog APP
- Aquiles Official Myspace
- Whiplash!
- Stay Heavy
- Site Rock On Stage
- Flogão Hangar
- Hangar Official MySpace
- Nando Mello Official MySpace
- Nando Mello Oficial Site
- Inside My Psychobook - HotSite
- Fábio Laguna - Blog


Votação:

- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog


Contador:

Código html:
Cristiny On Line



Psychodiário: Confiram as notícias do nosso Polvo!

 

Últimos dias, últimos shows, últimas fotos e as últimas recordações... Ainda me lembro de várias coisas da nossa tour do TOS... O que eu estava ouvindo naquela época e também me lembrava de algumas coisas das casas onde estávamos passando novamente... Tipo como eu estava me sentindo antes do show dois anos antes... Coisas bem estranhas...

Mas nos últimos shows comecei a fazer umas coisas meio estranhas mesmo, tipo ir passear no meio da platéia durante a execução dos covers quando eu tocava baixo... Era muito legal!!! E também sempre ia atrás de algum dos nossos roadies para rasgar a camiseta deles no meio do palco... Na verdade eu simulava que tinha alguma coisa errada no meu baixo e quando o Bussano ou o Marquinhos entravam no palco, eu já me atracava na camiseta deles e quando não saiam sem ela, ficava pelo menos um pedaço na minha mão... Olhem a foto do Bussano...

Tive vontade de fazer isso, pois nesse mesmo dia ele foi entrar correndo no palco (eu tinha chutado uma água bem perto do praticável da bateria), e quando vi, ele tinha se espatifado no chão e me olhou com cara de macaco molhado e sem jeito, na hora não pensei duas vezes e avancei nele como se fosse o Dr. Hannibal Lecter e nem liguei mais para a música... Quando vi, a gola da camiseta tinha ficado na minha mão... No dia seguinte, peguei o Marquinhos e como a camiseta dele estava meio podre, foi fácil ela ficar na minha mão e ele sair pelado!

No show de Milão, fizemos uma puta zona no palco, pois era o último show com as bandas Firewind e Power Quest. O último dia é sempre triste, depois de passar quase um mês com os caras e compartilhar problemas, angústias, ansiedade e felicidades, simplesmente nos abraçamos e nos despedimos... Às vezes só nos vemos anos depois.

Mas o show reservava algo especial naquela noite e tocamos os covers com as três bandas no palco e revezávamos os instrumentos no meio das músicas mesmo. Foi uma grande confraternização e o Gus G. (guitarrista do Firewind), disse que nunca em nenhuma tour deles, a banda principal tinha convidado eles para participarem da última música. Ponto para o Angra!!! Foi uma loucura, na segunda música eu abri uma champagne e derramei na platéia e depois subi no rack da bateria como se eu fosse o King Kong e ninguém conseguiu me tirar de lá...

O Marquinhos bem que tentou e num certo momento, o pedestal do china (que eu estava me pendurando), escapou e ficou na minha mão e então comecei a bater com o china nos outros pratos enquanto o Mark Cross tocava a Flight of Icarus. Na mesma noite, no show deles, eu toquei The Trooper e foi demais. Depois do show foi aquele monte de fotos e no meio desse monte de malucos, apareceu a Floor Jansen do After Foverer, que estava na Itália fazendo divulgação do novo disco deles. Ela também comentou sobre a platéia brasileira... Disse que é a melhor do mundo... Ah, meu Brasilzão danado, que nem vcs não tem!!!

O show seguinte foi uma abertura para a banda UFO, que tinha como guitarrista o Vinnie Moore, como baterista o Simon Wright (ACDC, DIO) e o pai do estilo do grande Steve Harris, Pete Way... Era muito legal ele fazendo o baixo de arma e atirando na platéia... Remetia ao Steve, mas na verdade é o contrário... Ah, outra coisa muito legal, o iluminador deles é o Dave Lights, que trabalhou com o Iron Maiden... Nem preciso dizer que colei no cara e ele me contou VÁRIAS HISTÓRIAS dos bastidores do Maiden... Infelizmente o conteúdo é muito forte e não vou poder repartir com vcs... hehehehehehe

Perguntei sobre relacionamento, brigas, turnês do Powerslave, Somewhere in Time e tudo que eu poderia perguntar para um cara que não está mais trabalhando com eles... Foi muito legal e eu só precisava trazer umas cervejas do camarim para ele, e ele ia falando...

Bom agora estou na Alemanha jantando e daqui a pouco vamos fazer o penúltimo show dessa tour e amanhã vamos para Moscou, onde está 11 graus negativos... Vai ser divertido tocar bateria com meus membros congelados...

Fiquem atentos, pois depois da tour, vou começar o diário das mixagens do Hangar...

It’s just the beginning!!!

 

Aquiles



- Postado por: Michely e Andréia às 21h34
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Resenha do Freakeys no site Novo Metal

Por: Eduardo Macedo

A sagacidade de músicos da estirpe de Fabio Laguna (Angra), realmente parece não ter limites. Além de ser membro contratado de uma das maiores bandas de Power/Prog Metal do mundo, o já citado Angra, ele ainda arrumou tempo para arquitetar um dos mais ousados trabalhos instrumentais do nosso cenário. Atendendo pelo nome de Freakeys, Fabio Laguna (teclado) recrutou dois dos seus parceiros de banda, Aquiles "Polvo" Priester (bateria) e Felipe Andreoli (baixo), além de Eduardo Martinez (guitarra, Hangar), para, assim, concretizarem um antigo sonho do tecladista.



Antes mesmo de um pré-julgamento pejorativo da obra, se faz necessário salientar que Freakeys não é um material apenas indicado à aspirantes ou, até mesmo, músicos como pode parecer em primeira estância. Mesmo que as composições soem intrincadas e com alto teor de complexidade, a audição em momento algum tende a se tornar enfadonha. Tal constatação ganha ares de veracidade devido, principalmente, ao dinamismo empregado na concepção estrutural de cada faixa e sua caprichada ordenação no álbum. O que realmente conta aqui é a versatilidade esbanjada pelo quarteto, imbuídos em apresentar um diferencial no mercado, refletindo, então, um estado paradoxal na adição de novos elementos com relação a seus outros trabalhos paralelos. Nesse sentido, encontrar destaques na compilação não é tarefa das mais difíceis. A velocidade e sincronismo de "One Cup One Lighter One Jack", "Beetle Dance", "Golden Bullet", "Freakeys", e a singela "Requiem Aeternam" são traços evidentes da qualidade das informações que saltam aos ouvidos de quem se predispõe a apreciá-las.

Apesar de ficar latente o referencial estilístico baseado no Liquid Tension Experiment, o primeiro registro do Freakeys possui atributos que os qualifica como sendo uma obra de luz própria. Em nenhum momento da audição se torna plausível utilizarmos da afirmativa de que Freakeys, o disco, seja uma mera cópia desprovida de predicados relevantes. O calibre dos instrumentistas envolvidos no projeto, por si somente, garante a sua autenticidade de maneira integral. Sendo assim, é pertinente afirmar que estamos diante de um material que agradará em cheio aos fãs que apreciam canções carregadas virtuosismo e bom gosto extremado. Recomendado!

Por Eduardo Macedo - Nota: 9.5

 

Novo Metal: http://www.novometal.com

 

---------------------------------------------------------

 

*** A todas as leitoras do Blog APP ***

FELIZ DIA INTERNACIONAL DA MULHER !!!



- Postado por: Michely e Andréia às 11h42
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Aquiles na lista dos melhores do ano do site Novo Metal:

 

 

 

 

O Site Novo Metal divulgou uma lista com os melhores artistas, cd's e bandas nacionais e internacionais de 2006, feita pelos membros da equipe do site. Aquiles Priester, mais uma vez destacou-se, sendo escolhido pelo diretor-geral e webmaster,  Edson Rocha , o melhor Baterista Nacional de 2006.

 

Confira a lista completa no site : http://www.novometal.com/melhores2006



- Postado por: Michely e Andréia às 13h41
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Entrevista: Nando Fernandes, novo vocal do Hangar!

Oie Galerinha do Blog APP...

Como vocês sabem, a Voz do Rock, Nando Fernandes, é o novo vocalista do Hangar, o que para nós fãs é uma grande alegria. E para conhecer um pouco mais sobre ele, eu e a Marina, tivemos a oportunidade de sermos as primeiras a realizar uma entrevista com o vocalista para o Site Oficial do Hangar (www.hangar.mus.br) , o que nos deixou muito honradas.
Esperamos que vocês gostem do resultado...divirtam-se!!!

Michely Sobral.
-------------------

Como se deu o processo para você ocupar o posto de novo Vocalista do Hangar? Você lembra de algum fato curioso? Em qual momento foi possível perceber que você entraria para esse "time"?

N.F: As coisas aconteceram de uma forma curiosa. Um dia fui encontrar com o Rafael Bittencourt na saída de uma viagem do Angra, mais ou menos meia noite, aí o Aquiles me perguntou se eu tinha algum aluno pra fazer teste no Hangar, e eu respondi: "Me chama também né!!!" e ele disse: "Você é muito top para minha banda", trocamos telefones e ficou nisso. Na mesma época eu estava gravando no antigo VR estúdio, do Roberto "Bruce" e do Fábio "Ceni", e os testes do Hangar estavam sendo feitos lá também, e um dia o Roberto falou que precisava gravar um cd com alguns testes pq o Aquiles ia passar pra pegar, foi quando ouvi pela primeira vez a banda e achei muito bom, ai levei as músicas e os playbacks sem o Aquiles saber...rsrsrs. Encontrei com o Aquiles em um show da distribuidora Universal logo em seguida e ele me convidou para uma reunião, onde estavam também o Martinez, Fábio Laguna e o Nando Mello, ouvimos algumas de minhas gravações e batemos o martelo, estreando alguns dias depois na Expomusic 2006. Alguns amigos também colaboraram para minha entrada no Hangar, dando boas recomendações a meu respeito, caso do Edu Falaschi(Angra) e do Marcelo Pompeu(Korzus).

Antes de você entrar para a banda o que você conhecia do Hangar? Você chegou a ouvir os álbuns anteriores (Last Time e Inside Your Soul)? Que músicas desses cd`s você destaca?

N.F: Eu nunca tinha ouvido nada do Hangar, somente conhecia o nome da banda, e confesso que por causa do nome tinha muita curiosidade de ouvir alguma coisa e das musicas antigas as que mais me agradam são: Inside Your Soul e To Tame a Land.

Você fez quatro apresentações com o Hangar na Expomusic 2006. Como rolou essa primeira experiência ao lado dos demais membros da banda? E como foi o primeiro contato com os fãs do Hangar? O que você tirou de positivo desses Pocket Shows?

N.F: Foi tudo meio corrido, fizemos poucos ensaios e fomos para os shows e acho que o resultado foi positivo, em relação aos fãs do Hangar, acredito que gostaram, pois, fui muito bem tratado por todos e nessa experiência pude ver a força da banda ao vivo.

Todos os membros do Hangar têm um apelido: Aquiles = Psycho Stress, Nando Mello = Velho, Laguna = Malaco e Martinez = Louco. Você já foi devidamente apelidado?

N.F: Já me chamaram de várias coisas, mais nada oficial ainda...rsrsrsrs.

Eu li na sua biografia que o seu sonho era ser jogador de futebol. O Aquiles também tinha esse sonho, será que teremos a chance de vê-los, nesses campeonatos de futebol que envolvem bandas de rock, jogando no mesmo time ?

N.F: Pois é, corri atrás de bola desde muito novo, jogando em grandes clubes de São Paulo e do interior e também em outros estados e realmente foi um grande sonho que não consegui realizar, agora se rolar de participar de um festival desses que tem por ai quero marcar muitos gols ao lado dos parceiros do Hangar.

Quais suas maiores influências? O que você tem escutado ultimamente?

N.F: Minhas maiores influências são os vocalistas de rock dos anos 70 e 80, mais as mais marcantes sem duvida são: Ronnie James Dio, David Coverdale, Robert Plant, Ian Gillan, Bruce Dickinson, Fredie Mercury, Ray Gillen, Ronnie Van Zant, Sammy Hagar, Glenn Hughes, Sebastian Bach e atualmente estou ouvindo muito o Jorn Land.

Você está trazendo novas influências para a banda? Teremos algo com a sua marca?

N.F: Acredito estar trazendo um diferencial, pois a minha voz não tem nada a ver com o padrão de voz do Heavy metal melódico, aquela voz limpa e agudíssima, acredito que estamos fazendo um cd pra entrar pra história do Heavy metal no Brasil, pois não dá pra ser rotulado disso ou daquilo, temos musicas de vários estilos, mas tudo soando com muita personalidade e unicidade, acredito que a minha marca seja o "drive" da minha voz.

 

Nando Fernandes - Expomusic/SP 2006



- Postado por: Michely e Andréia às 11h17
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Você já participou de várias bandas, mas com estilos bem diferentes do Hangar. O seu estilo de cantar foi de certa forma "moldado"para cantar no Hangar?

N.F: Não, em nenhum momento me foi dito pra cantar de uma maneira que não fosse a minha, aliás, eles estavam procurando alguém que cantasse exatamente como eu canto, foi minha grande sorte, ou deles ...rsrsrsrs.

Conte um pouco sobre a rotina de gravações do novo Cd do Hangar. O que os fãs podem esperar desse (tão esperado) trabalho?

N.F: A rotina foi bem acelerada, gravando de 6 a 10 horas por sessão, mas todo mundo estava no mesmo pique, o Aquiles finalizando as últimas letras, o Fábio terminando os arranjos dos teclados e eu gravando até altas horas da madrugada, a galera do Mr. Sound, Pompeu, Heros e Alemão nos deram um super apoio também, juntos até o fim sem deixar a peteca cair, foi um disco de superação por parte de todos, aliás, parabéns a todos nós!!!

O que significa para você estar trabalhando hoje com músicos como o Aquiles Priester, Fábio Laguna, Nando Mello e Eduardo Martinez?

N.F: Com o Aquiles eu me identifiquei muito pelo fato dele ser um cara muito detalhista e profissional ao extremo, parecemos muito nesse aspecto, o Fábio é um cara muito tranqüilo e muito competente, o Martinez me transmitiu muita confiança em tudo que eu fazia e com o Nando não tive muito contato mas ele é bem tranqüilo também, e o que posso dizer de todos é que são ótimas pessoas e excelentes músicos.

O Hangar realizou uma turnê pelo nordeste em 2003 e obteve um grande sucesso, principalmente em cidades como Recife e Caruaru. Quais as suas expectativas para se apresentar aos calorosos fãs dessa região?

N.F: Já tive a oportunidade de cantar em Recife(Dokas), com um outro trabalho, e mesmo sem as pessoas me conhecerem fui muitíssimo bem recebido, o que é de praxe do povo nordestino, receber muito bem as pessoas, são pessoas muito educadas e sinceras e o que espero, é fazer grandes shows e criar muitas novas amizades por lá.

Eu estava lendo o fórum do programa Raul Gil e em um dos tópicos falava-se que você foi o mais autêntico roqueiro que já se apresentou por lá, inclusive você chegou a cantar clássicos como "Smoke On The Water", do Deep Purple. Sua eliminação do programa foi considerada por muitos prematura, causando uma série de protestos dos fãs. Como foi viver essa fase ?

N.F: Estive cantando no programa Raul Gil em exatas 30 apresentações, sempre tentando levar o nome do rock lá pra cima, tive a oportunidade de gravar uma coletânea pela Warner Music junto com 20 outros artistas. Também levei muitos alunos pra se apresentarem no programa, foi uma boa mídia e espero que agora com o novo cd do Hangar as pessoas ainda se lembrem de mim e comprem nosso cd.

Você tem um lado muito "empreendedor" no cenário musical, prova disso é fato de você ser o idealizador do projeto "A voz do Rock". Esse seu lado poderá ser aproveitado no Hangar?

N.F: Com certeza, quero colaborar de todas as maneiras pq essa é uma das marcas do Hangar, a banda não tem dono, todos temos liberdade total para fazer as coisas e com certeza vou correr atrás de tudo que for preciso para ajudar o melhor andamento do trabalho.

Você usa o Orkut e tem participado da comunidade oficial do Hangar. Como tem sido o seu contato com os fãs através da net?

N.F: Só tenho a agradecer, pois as pessoas que já me conhecem estão me dando a maior força e os que ainda não puderam me ouvir cantando estão super respeitosos. Espero que gostem do novo cd e que a família Hangar cresça cada vez mais, somos uma banda de verdade e fazemos isso com muita irmandade, amor e dedicação. VIVA O HANGAR 2007!!!!!!!!!!!!!!

"Gostaríamos de agradecer ao Nando Mello pelo convite e ao Nando Fernandes por toda a atenção...Muita sorte e sucesso ao Hangar!!!"

 

Por Marina Dickinson e Michely Sobral



- Postado por: Michely e Andréia às 11h13
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________